terça-feira, 14 de junho de 2016

A PÉTALA

Como a semente vira flor?
A água até o vapor?
Do inverno à primavera?
Da resposta ao silêncio? 

E o processo natural da vida 
não é tornar-se cada vez mais sutil? 
Cada vez mais etéreo?


Nenhum comentário:

Postar um comentário