quarta-feira, 11 de julho de 2018

GRATIDÃO


Não exigir que alguém te entenda
Procure entender a todos
Não é justo dizer "a vida me negou"
É sábio perceber que ela te capacitou


Que possas ser autêntico, de coração 
Ainda que exponhas tua triste emoção
Note: há espinhos em uma bela flor
Não há vergonha em sentir, dar, dor

É verdade: a vida é gratidão, amar!
Veja como ela retira tuas peças
Fulmina tuas cascas peripécias
E encanta: se não receber, agraciar

Quando a vida der, repassar
Dizer: "Doo e adiante vou 
Pois sem reter ou exigir
Sou"

(04/07/2018, depois de mais de um ano sem escrever um poema, a inspiração retornou)


terça-feira, 5 de junho de 2018

KAJJALI - Pílula de Cristal da Grande Lua Purificada - Yoga Vahi - Rasadis - Parada - Paro

KAJJALI: Ou “Pílula de Cristal da Grande Lua Purificada” ou “Yoga Vahi” ou “Rasadis” ou “Parada” ou “Paro”. Sulfeto de Mercúrio. 

Remédio da alquimia védica e budista tibetana (descrito no texto Rasa Shastra) feito a base de mercúrio (“Parada”: o esperma de Shiva) e enxofre (secreções vaginais orgásmicas de Parvati). 

“O mercúrio e o enxofre se atraem mutuamente, dizem os alquimistas; quando derretidos em união molecular, seus venenos são transmutados em néctar curativo. (...) Kajjali é o filho alquímico de Shiva e Parvati e a base de outros medicamentos. (...) Nunca deve ser usado isoladamente. Ele é preparado com medicamentos à base de ervas e outro bhasma. Levado pelas plantas, parada chega a todos os órgãos; o mercúrio controla tudo, mas necessita de um veículo e precisa ser adaptado ao pulso do paciente e à natureza da enfermidade. (...) O fogo de parada realça consideravelmente as transformações digestivas do corpo, a mente e os sentidos, permitindo eliminar toxinas acumuladas, alimentando as células e gerando energia. Rasadis também fornece grande quantidade de prana. (...) Usado adequadamente, o mercúrio pode expandir o prana, tejas e ojas que então restauram o equilíbrio dos três doshas, harmonizando o funcionamento dos elementos corporais (...) Em última análise, quando utilizado para que se obtenha os efeitos de rasayana, que fazem surgir o jiva mukti, parada faz fluir o Soma, o néctar da consciência espiritual. Utilizado incorretamente, contudo, a intensa energia do mercúrio, como o despertar descontrolado da corrente biolétrica da kundalini, pode causar grandes distúrbios no corpo. (...) Contudo, a preocupação maior dos médicos e pacientes diz respeito ao métodos de purificação dos elementos tóxicos do metal. Tanto a pesquisa científica moderna quanto a longa linhagem da ayurvédica documentaram os perigos e os efeitos tóxicos do mercúrio. Os textos de Rasa Shastra descrevem os aspectos letais do metal e os métodos alquímicos de depuração para removê-los. (...) A purificação é o mais importante. Qualquer descuido nos procedimentos prejudicará tanto o paciente quando o Ayurveda. Se ele for apropriadamente purificado, o clássico livro (Rasa Shastra) diz que ele é o ‘rei dos remédios’. (...) A história dos rasadis data de quinhentos anos antes de Buda. (...) As 150 universidades ayurvédica, formando cada uma de cinquenta a cem médicos por ano, consideram o estudo dos rasadis a matéria mais importante do currículo. (...) Qual o melhor medicamento para combater a toxidade do paro? (...) Gandak Rasayan (enxofre purificado) sustentado por diferentes ervas. Usa-se enxofre nos tratamentos de purificação do sangue.” (Em Busca do Buda da Medicina, David Crow, Editora Pensamento, p. 234/242).

quinta-feira, 17 de maio de 2018

BUDA DA MEDICINA. VC SABE QUAL PLANTA MEDICINAL ELE SEGURA EM SUAS DUAS MÃOS?



Haritaki. 

Esse nome significa em sânscrito "tirar a doença para fora". 

Sinônimos: Terminalia Chebula, Myrobalan, Harao, Harada, Arura. 

O haritaki é um.dos componentes da comhecida "Triphala", um remédio ayurvédico composto de 3 frutas: Amla (Emblica officinalis; riquíssima em vitamina C), Baheda (Terminalia belerica) e Haritaki. 

Consumida há mais de 7 mil anos na índia. Haritaki é conhecida como "O Rei Das Ervas Medicinais", a planta primordial. Imputam-lhe propriedades de eliminar todos os vermes e parasitas (inclusive cravos e espinhas) do nosso corpo; além de revitalizar todos os órgãos. É ainda capaz de restabelecer a clareza mental e força física. 

Em resumo: a medicina ayurvédica atribui-lhe a capacidade de curar todas as doenças e de oxigenar o sangue de forma a permitir estados superiores de consciência e sabedoria.





quarta-feira, 5 de julho de 2017

ENTRE SÓIS (G)



A saúde revigora-se em Sol
e a alma preserva-se em luz

Descanso os olhos no Sol
Enfeite de sóis vim vi ver

Todo o meu corpo chama Sol
Pois o sal do Espírito é solar


domingo, 19 de março de 2017

UM SONHO ESTRANHO

Eu tive um sonho estranho
De um mundo sem igual
Não havia certo tamanho
E nem mesmo o normal


Eu tive um sonho estranho
De que ninguém era igual
Não vi Um seguir o outro
E nem um caminho fatal

Eu tive um sonho estranho
De um mundo anormal
Tudo sem ter-se medido
Nada de bem ou de mal

Eu tive um sonho estranho
De um mundo natural






sábado, 21 de janeiro de 2017

O CONFESSO: UM SIM VITAL!


Nietzsche ensina dança
com ou sem música 
em piso irregular 
A sinceridade desejante da criança...


Pois a Obra e o Corpo 
querem cantar:
"Confesso" e
"Sim"



Pintura: Jim Warren